Publicações da editoria

Porções: 4 Tempo de preparo: 15 minutos Cozimento: 1 hora

Cada porção de 260g contém (excluindo sugestão de porção)

KCal: 301 Carboidratos: 51,7g Fibras: 5,7g Proteínas: 6,9g Gorduras Totais: 6,2g Gorduras Saturadas: 0,9g Açúcares: 1,8g Sódio: 0,06g


Ingredientes

1,25 kg de batatas em fatias finas

3 dentes de alho fatiados

1 colher de sopa de tomilho fresco

2 colheres de sopa de azeite

Modo de preparo

Em um refratário grande levemente untado, coloque as batatas fatiadas, o alho fatiado e o tomilho fresco. Misture o azeite e 200ml de água, tempere e regue com as batatas. Cubra com papel alumínio e leve ao forno a 170ºC/gás 3, por 1 hora, retirando o papel alumínio na metade do cozimento.

Dicas

Você também pode fazer camadas com cebolas em fatias finas. Para um sabor extra, use caldo de legumes em vez de água ou cubra com um pouco de queijo ralado ao remover o papel alumínio. Você pode fazer isso com outros vegetais de raiz, como nabo ou batata doce.

Você pode congelar o prato depois do preparo. Descongele na geladeira ou no micro-ondas e reaqueça até ficar bem quente.

Leia mais

O dia-a-dia em um ambiente de home office traz consigo alguns desafios, como a manutenção de uma dieta saudável em meio à conveniência de uma cozinha abastecida e à ausência de pausas de trabalho estruturadas. Essa rotina requer estratégias deliberadas para garantir que os hábitos alimentares saudáveis permaneçam intactos.

Aqui estão sete dicas para ajudá-lo no trabalho remoto enquanto prioriza sua saúde:

1. Estabeleça Horários Regulares para as Refeições Manter horários consistentes para as refeições pode ajudar a regular os níveis de fome e evitar lanches excessivos ao longo do dia. Defina horários específicos para o café da manhã, almoço e jantar, visando intervalos de no máximo 4 a 5 horas entre as refeições. Assim como você cumpria os intervalos para o almoço no escritório, mantenha essa estrutura em casa para apoiar os ritmos naturais do seu corpo, especialmente se você depende de medicamentos para diabetes.

2. Pratique a Alimentação Consciente Dedique tempo exclusivo para as refeições longe da sua área de trabalho para cultivar a atenção plena em relação à alimentação. Evite a tentação de fazer várias coisas ao mesmo tempo comendo na frente do computador ou do celular. Em vez disso, saboreie cada mordida, prestando atenção aos sabores e texturas. A alimentação consciente promove um melhor controle das porções, maior satisfação e maior consciência dos sinais de saciedade, reduzindo a probabilidade de comer em excesso.

3. Crie uma Área de Trabalho Livre de Distrações Mantenha os alimentos fora do seu espaço de trabalho imediato para minimizar os lanches sem pensar e a alimentação induzida pelo estresse. Um ambiente livre de bagunça pode ajudar a aliviar os desejos desencadeados por estímulos visuais. Ao separar as áreas de alimentação e trabalho, você pode promover um relacionamento mais saudável com a comida e manter os níveis de produtividade ao longo do dia.

4. Mantenha-se Hidratado A hidratação adequada é crucial para o bem-estar geral e pode ajudar no gerenciamento dos níveis de glicose no sangue. Procure beber pelo menos 64 onças de água diariamente, espaçando sua ingestão uniformemente ao longo do expediente de trabalho em casa. Considere definir lembretes horários para garantir uma hidratação consistente. Opte pela água em vez de bebidas açucaradas e experimente variedades com infusão de frutas ou água com gás para adicionar sabor sem comprometer a saúde.

5. Planeje Lanches Nutritivos Estoque lanches saudáveis para saciar a fome entre as refeições sem recorrer a opções pouco saudáveis. Escolha lanches ricos em proteínas, fibras e gorduras saudáveis para promover saciedade e estabilizar os níveis de açúcar no sangue. Porcione os lanches com antecedência para evitar beliscar sem pensar e ajudar a manter o controle sobre suas escolhas alimentares.

6. Priorize o Planejamento de Refeições Continue com as práticas de planejamento de refeições da sua rotina de escritório, adaptando-as ao seu ambiente doméstico. Faça um inventário dos ingredientes disponíveis e explore novas receitas para diversificar suas refeições. Cozinhar em lotes e congelar porções extras pode economizar tempo e garantir acesso a refeições nutritivas ao longo da semana. Para pessoas com diabetes, seguir o método do prato é importante para regular a ingestão de carboidratos e promover a aderência à dieta.

7. Mantenha Estoque de Alimentos Essenciais no Armário Mantenha a despensa bem abastecida com ingredientes essenciais para facilitar o cozimento saudável em casa. Opte por itens versáteis, como feijões, macarrão integral, quinoa, tomates enlatados, azeite de oliva, nozes, manteigas de nozes e frutos do mar enlatados. Combine esses itens com frutas e vegetais frescos ou congelados para criar refeições equilibradas e nutritivas que apoiem seus objetivos dietéticos.

Em conclusão, embora a adaptação a um ambiente de trabalho remoto apresente desafios únicos, priorizar hábitos alimentares saudáveis permanece fundamental. Ao implementar essas estratégias, você pode navegar pelas complexidades do trabalho em casa enquanto protege sua saúde e gerencia eficazmente o diabetes. Lembre-se de abordar cada dia com atenção plena e resiliência, fazendo escolhas informadas que estejam alinhadas com seus objetivos de bem-estar.

Leia mais

O Diabetes Tipo 1 é uma condição complexa que afeta milhões de pessoas em todo o mundo. Enquanto suas causas exatas ainda não são completamente compreendidas, a ciência tem avançado consideravelmente na compreensão de sua base genética. Este tipo de diabetes é frequentemente considerado uma doença autoimune, onde o sistema imunológico ataca e destrói as células beta do pâncreas, responsáveis pela produção de insulina.

A questão de saber se o Diabetes Tipo 1 é geneticamente determinado tem sido objeto de intensa investigação. Vários estudos e evidências sugerem uma forte predisposição genética para o desenvolvimento desta condição. O artigo da Healthline, intitulado “Is Type 1 Diabetes Genetic?” (em tradução livre: ”O Diabetes Tipo 1 é uma doença genética?”) aborda essa questão crucial, fornecendo uma visão abrangente do que a ciência sabe até o momento.

A pesquisa indica que o Diabetes Tipo 1 tem uma clara associação com determinados genes do sistema imunológico. Estudos de famílias e gêmeos sugerem que a genética desempenha um papel fundamental na susceptibilidade ao desenvolvimento desta doença. Além disso, a prevalência aumentada do Diabetes Tipo 1 em certas populações étnicas e em famílias com histórico da condição fornece mais evidências de um componente genético.

No entanto, a hereditariedade não é o único fator em jogo. Fatores ambientais também desempenham um papel crucial. Exposição a certos vírus, dieta e outros fatores ambientais podem desencadear o início do Diabetes Tipo 1 em indivíduos geneticamente predispostos. Essa interação complexa entre fatores genéticos e ambientais torna a compreensão da etiologia do Diabetes Tipo 1 um desafio contínuo para a comunidade científica.

O artigo destaca ainda a importância da pesquisa genômica no avanço do entendimento do Diabetes Tipo 1. Estudos genéticos em larga escala, como o mapeamento de loci (segmentos específicos de DNA em determinados genes) de susceptibilidade e a identificação de variantes genéticas associadas à condição, estão fornecendo insights valiosos sobre os mecanismos subjacentes ao desenvolvimento do Diabetes Tipo 1.

Enquanto o Diabetes Tipo 1 tem uma clara base genética, sua etiologia é multifacetada e envolve uma interação complexa entre fatores genéticos e ambientais. O progresso na pesquisa genômica e na compreensão dos mecanismos moleculares da doença é essencial para o desenvolvimento de novas estratégias de prevenção e tratamento.

Leia mais

Uma nova opção de proteína e um molho saboroso dá um toque mais saudável a este clássico italiano — Além disso, as almôndegas são grelhadas em vez de fritas para reduzir o teor de gordura.

Ingredientes

  • 150g de espaguete
  • 150g de carne de porco moída
  • meia cebola pequena, cortada em fatias finas
  • 1 dente de alho (opcional), esmagado
  • meia colher de chá de orégano seco
  • 500g de passata de tomates
  • 2 colheres de chá de extrato de tomate
  • pimenta do reino moída e sal a gosto

Modo de Preparo

Cozinhe o espaguete de acordo com as instruções da embalagem. Enquanto isso, misture a carne picada, a cebola, o alho (se for usar) e o orégano. Tempere bem e forme 6 bolas. Pré-aqueça a grelha. Coloque as almôndegas em uma assadeira e grelhe por 6-7 minutos, virando de vez em quando, até dourar e ficar cozido.

Escorra o macarrão, misture a passata e o purê de tomate. Adicione as almôndegas e aqueça.

Dicas

  • Você também pode usar carne bovina. Para uma versão com baixo teor de gordura, use frango picado.
  • Você também pode usar macarrão integral para mantê-lo saciado por mais tempo.
  • Congele em porções das almôndegas no molho. Descongele na geladeira ou no micro-ondas e reaqueça até ficar bem quente.
Leia mais

Desfrute de um wrap de vegetais fresco, leve e saboroso, perfeito para um almoço rápido ou lanche nutritivo!

Cada porção de 266g contém: KCal: 291 | Carboidratos: 39,2g | Fibra: 10,2g | Proteína: 8,7g | Gordura Totais: 8,7g | G.Saturada: 2,0g | Açúcares: 9,6g | Sódio: 0,81g

Ingredientes

1 wrap grande de tortilha integral

Para o recheio:

1 colher de sopa de homus

1 cenoura pequena cortada em tiras com descascador

um quarto de cebola roxa, em fatias finas

um quarto de pimentão amarelo, em fatias grossas

um punhado de alface picada

Modo de preparo

Aqueça a tortilha em uma frigideira seca por 1 minuto de cada lado (isso a torna mais maleável). Em seguida, coloque sobre uma tábua e espalhe o homus no quarto inferior esquerdo, deixando uma margem de 2cm nas bordas do wrap. Coloque a cenoura, a cebola, o pimentão amarelo, e a alface por cima do homus.

Enrole bem a tortilha de baixo para cima, dobrando as laterais quando chegar a um terço do tamanho. Embrulhe em papel vegetal ou papel alumínio e torça as pontas.

Dicas

  • A tortilha integral mantém você se sentindo saciado por mais tempo e os grãos integrais são benéficos para a saúde do coração e do intestino.
  • Tortilhas integrais são um item útil no armário de armazenamento. Eles fazem uma boa base de pizza superfina.

Referência: Diabetes UK

Leia mais

Ketchup é delicioso. E a sua versão caseira é saudável. Deixe sua cozinha cheirando a deliciosos tomates frescos e aventure-se a preparar esta receita que vai conquistar seu paladar com um toque caseiro irresistível. Coloque as mãos na massa e transformar seu final de semana em um verdadeiro festival de sabores!

Serve: 4 porções
Preparação: 5 minutos
Cozimento: 5 – 6 minutos

Cada porção de 55g contém
KCal: 19
Carboidratos: 3,3g
Fibra: 0,8g
Proteína: 0,9g
Gordura Totais: 0,1g
G.Saturada: 0,0g
Açúcares: 2,9g
Sódio: 0,01g

Ingredientes

1/2 cebola pequena, descascada e bem picada

1 dente de alho, descascado e picado

200g de tomate em lata picado

2 colheres de chá de purê de tomate

2 colheres de sopa de vinagre de cidra

meia colher de chá de adoçante

Modo de Preparo

Coloque todos os ingredientes em uma panela pequena. Em seguida, cozinhe por 5-6 minutos até reduzir ligeiramente. Por fim, faça um purê (com um mixer, liquidificador ou até mesmo um garfo) e deixe esfriar. Armazene em pote hermético na geladeira — Você pode consumir o ketchup, na geladeira, por até 30 dias.

Inspirado em Diabetes.UK

Leia mais