Salute

Os principais sintomas de Diabetes do Tipo 1 (DM1): Porque você precisa estar atento

Conheça os principais sintomas do diabetes tipo 1 e fique atento à sua saúde e da sua família, pois essa doença pode ser perigosa, quando não tratada.

Mundialmente, o diabetes tornou-se um sério problema de saúde pública impulsionado por uma complexa interação de fatores socioeconômicos, demográficos, ambientais e genéticos da população.

Os dados da 9ª edição do Atlas de Diabetes da IDF mostram que existem mais de 460 milhões de adultos com diabetes em todo o mundo. O Brasil é o 5º país no ranking, com 16,8 milhões de doentes adultos, perdendo apenas para China, Índia, Estados Unidos e Paquistão. Falando especificamente do diabetes tipo 1, a literatura médica fala em 10% do total de casos de diabetes – o que ainda representa uma população imensa, tanto no Brasil, como no mundo. 

Diante desse cenário, é importante compreender quais são os sintomas do diabetes tipo 1, e ficar atento caso você ou outra pessoa da sua família apresente esses sinais, pois muitas vezes essa é uma doença silenciosa.

Para começar, o que é o diabetes?

O diabetes tipo 1, ou Diabetes mellitus tipo 1, tecnicamente falando, é uma doença metabólica crônica caracterizada pelo aumento dos níveis de açúcar/glicose no sangue. Isso acontece porque a insulina, o hormônio que transporta a glicose do sangue para o interior das células, não é produzida, por causas não conhecidas inteiramente pela ciência. A falta da insulina faz o açúcar se acumular no sangue, ao invés de ser utilizado pelas células do corpo.

Entenda os sintomas do diabetes tipo 1

Os sintomas costumam ocorrer quando os níveis de açúcar no sangue ficam elevados. Em geral, os principais sintomas são: fome, sede excessiva e vontade de urinar várias vezes ao dia. Porém, os sinais podem variar de uma pessoa para outra.

O mais preocupante é que os sintomas podem aparecer de forma abrupta, sendo mais frequente em crianças, adolescentes e adultos jovens. 

Confira os sintomas comuns da diabetes tipo 1:

Sede frequente

Você já bebeu diversos copos de água, mas ainda sente que precisa de mais? Esse sintoma pode ocorrer porque você está desidratado. 

Ora, quando os níveis de açúcar no sangue aumentam, o organismo tenta extrair fluidos de outros tecidos para diluir o açúcar na corrente sanguínea. Esse processo poderá desidratar seu organismo, fazendo você sentir a necessidade de beber mais água.

Micção frequente

A micção frequente significa urinar mais do que o usual e poderá ocorrer porque seu corpo está tentando eliminar o excesso de açúcar ao urinar.

Beber uma quantidade excessiva de água pode fazer você urinar mais vezes ao dia. Porém, isso pode levar você a beber mais líquidos, o que agrava o problema de micção. 

Fome extrema

Neste caso, você sente fome mesmo depois de comer. Isso poderá ocorrer por que seus tecidos não estão obtendo energia suficiente dos alimentos que você come. 

Se o seu corpo não produzir insulina suficiente, o açúcar dos alimentos não conseguirá entrar nos tecidos para fornecer energia.

Isso poderá fazer com que seus órgãos emitam sinais, que podem ser interpretados como fome, na tentativa de fazer com que você coma mais.

Perda de peso inexplicável

Você pode comer normalmente e sentir fome constantemente, mas continua a perder peso. Às vezes, isso pode ser um sintoma da diabetes tipo 1. 

Se o seu corpo não está obtendo energia suficiente dos alimentos ingeridos, ele quebrará outras fontes de energia disponíveis no organismo. Isso inclui suas reservas de gordura e proteína. 

Quando isso acontece, você poderá perder peso repentinamente.

Fadiga frequente

O açúcar é uma das principais fontes de energia do seu corpo. Se você tem diabetes, a incapacidade do seu organismo de converter açúcar em energia, pode gerar sintomas de fadiga. 

Esse sintoma pode variar de uma sensação geral de cansaço até uma extrema exaustão.

Visão embaçada

Em alguns casos, níveis elevados de açúcar no sangue também podem causar o sintoma de visão embaçada. Isso poderá ocorrer porque o fluido pode se deslocar para o ducto ocular. 

Geralmente, este sintoma se resolve assim que os níveis de açúcar no sangue estão normalizados. Este caso é diferente da retinopatia diabética (RD), que ocorre ao passar do tempo em pessoas com níveis cronicamente elevados de açúcar no sangue.

Fique ligado! Se você ou outra pessoa da sua família tiver um ou mais sintomas de diabetes tipo 1, deverá entrar em contato com um profissional de saúde o quanto antes.

O que acontece se o diabetes não for detectado

Embora algumas pessoas com diabetes não apresentem sintomas ou apresentem apenas sintomas leves que parecem inofensivos, o diabetes não tratado pode ser muito perigoso.

Por exemplo, em pessoas com diabetes tipo 1, se os seus níveis de açúcar no sangue ficam muito altos, o quadro pode evoluir para uma cetoacidose. Esta é uma complicação aguda e grave, por isso, é preciso ter muita atenção em relação aos sintomas.Lembre-se, a melhor forma de prevenir a diabetes é praticar atividades físicas regularmente, manter uma alimentação saudável e evitar o consumo de álcool e tabaco.

Seu endereço de email não será publicado Required fields are marked *

*